I made this widget at MyFlashFetish.com.

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Revista Em Quadrinhos Xuxa

Uma cena exibida na novela "Caras e Bocas", desta terça-feira, mostrou o macaco Xico lendo uma revista em quadrinhos da Xuxa.

Trata-se da edição nº 24, que foi comemorativa do natal de 1990.

É comum ver revistas antigas da editora Globo na mão de personagens, como esse raro exemplar lançado há quase 20 anos. O making off do DVD "Xuxa Circo: O Show ao vivo" mostra crianças da Fundação Xuxa Meneghel lendo gibis da Xuxa.
_________________________________________________________________________________

Resultado da promoção "Crie um modelito para Xuxa" - 2


A edição nº 35 da "Revista da Xuxa", de novembro de 1991, trouxe fotos da gravação do "Xou da Xuxa" exibido no dia 12 de agosto daquele ano, com a ganhadora da segunda edição da promoção "Crie um modelito para Xuxa".

A apresentadora usou a roupa desenhada pela baixinha Paula Varella Piareza, ganhadora do concurso.

A roupa lembra muito o figurino utilizado por Xuxa nas turnês daquela época e era difícil ve-la vestida daquela maneira no programa, já que em 1991 ela havia adotado um estilo mais formal.

__________________________________________________________________________________
Em dezembro de 1989, saiu o resultado da primeira edição da promoção "Crie um novo modelito para Xuxa". A ganhadora foi a garota Nancy que, em maio de 1990, viajou até o Rio de Janeiro, a convite da Xuxa Tour, para participar do programa na qual a apresentadora vestiu o modelito idealizado pela menina.
A roupa, toda estampada com notas musicais, é uma das mais marcantes da época e foi utilizada na capa da revistinha nº 20.


Além de participar do programa como convidada especial, Nancy subiu na nave e ficou 3 dias no Rio de Janeiro. A revista "Faça-Fácil", na época, mostrou os moldes da roupa para que as leitoras pudessem copiar o modelo.


_______________________________________________________________________________

Revista da Xuxa: variações


Além das revistas mensais, a editora Globo lançou outros formatos e variações da revista. A primeira a surgir foi o "Almanaque da Xuxa", que era publicado esporadicamente, entre 1989 e 1992, e vinha com mais páginas do que a revista comum, em um total de 8 edições. Entre 1990 e 1991, foi publicada a "Revista de Montar da Xuxa", na qual as páginas eram destacáveis para montar quebra-cabeças, baralhos e até mesmo elementos de cenário do programa e das histórias. Por fim, em 1992, foram lançados mini gibis de bolso com histórias da Xuxa. A diferença deles estava no tamanho, pois cabiam na palma da mão.

Por fim, a Editora Globo também fez a publicação de 5 revistas promocionais da Arisco, que foram distribuídas gratuitamente em super-mercados a partir de 1994, mantendo o número de publicação original das revistas oficiais. Portanto, oficialmente, a "Revista da Xuxa" foi publicada até a edição nº 65!

_________________________________________________________________________________

Xuxa em quadrinhos: o fim


A "Revista da Xuxa" em quadrinhos saiu de circulação no início de 1994. O "Xou da Xuxa" já havia saído do ar há mais de um ano mas as revistas continuavam vendendo bem. Entretanto, não fazia mais sentido continuarem produzindo histórias com personagens que já não mais existiam na TV nem nos demais produtos licenciados da apresentadora. Além disso, Xuxa não fazia nenhum programa infantil na TV e a estréia do mesmo ainda era incerta. Na mesma época, a Editora Globo também deixou de editar todas as revistas em quadrinhos com personagens da TV, como "Chaves" e "Turma do Arrepio".
_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________
                                             Xuxa em Quadrinhos: Analisando as histórias
As histórias raramente mostravam Xuxa no comando do seu programa ou fazendo shows. Elas mostravam uma Xuxa simples, que andava pelas ruas com muita tranquilidade, sem assédio de fãs, sempre rodeada da sua turma (Pavão, Paquitas, Xuxo, etc.). Muitas histórias revelavam uma Xuxa amiga, mimada e desastrada. Outra característica marcante da personagem dos quadrinhos era que a apresentadora sempre estava marcando encontros e namorando algum personagem, não fixo, que geralmente se chamava Beto. As roupas desenhadas eram sempre muito parecidas e as vezes até imitavam os modelitos usados no "Xou da Xuxa". As Paquitas, nas histórias, eram todas loiras e sempre andavam juntas. Faziam parte do núcelo adolescente e também sempre estavam à procura de namorados e festas.

O núcleo "masculino", formado por Dengue, Praga, Moderninho, entre outros, protagonizavam as histórias mais engraçadas. Dengue era um dos personagens mais sérios enquanto Moderninho, o mais cômico. As histórias do núcleo "animal", Xuxo e Pimpo, lembravam muito as histórias de Bidu, da Turma da Mônica. Havia também histórias com moral ecológica e de ética. As ilustrações foram inspiradas nos desenhos de Reinaldo Waisman, que fazia os desenhos de quase todas as linhas de produtos de Xuxa e dos seus programas.


________________________________________________________________________________
Personagens Xuxa Em Quadrinhos: 
Grande parte dos personagens foram inspirados em amigos, familiares e colegas de trabalho de Xuxa, além de seus bichos e personagens já consagrados do "Xou da Xuxa". Outros, como a vilã Mocréia, eram inéditos até então. Confira abaixo alguns dos personagens que protagonizaram várias histórias:

Paquitas: apareciam geralmente com Xuxa e muitas vezes tinham suas próprias histórias. As que mais apareciam eram Xiquita, Pituxa e Catuxa.




Praga: nas histórias em quadrinhos, Praga era casado e tinha um filho chamado Praguinha, que protagonizou muitas histórias.




Dengue: inspirado no personagem de mesmo nome do "Xou da Xuxa"





Moderninho: um dos personagens mais marcantes do gibi, inspirado no personagem de mesmo nome que fazia parte do sorteio. Nas histórias, aparecia como xavecador




Xuxo e Pimpo: ambos foram inspirados nos mais famosos cachorrinhos de Xuxa na época



Vóvuxa: nas histórias, era a avó da Xuxa e foi inspirada na personagem de mesmo nome que tinha um quadro no programa





Maria: era a empregada e foi inspirada na governanta da casa de Xuxa, que tem o mesmo nome





Mama Alda: aparecia raramente e foi inspirada na mãe da apresentadora, com um desenho muito semelhante ao de Xuxa, com a diferença que tinha uma xuca a mais




Samuca: nas histórias aparecia como mecânico e foi inspirado no contra-regra do "Xou da Xuxa", que mais tarde passaria a entregar o café da manhã



Sandrão: apesar do nome, era uma mulher, de roupas estravagantes, provavelmente inspirada em Sandra Bandeira, figurinista de Xuxa na época




Pavão: aperecia nas histórias como dançarino e grande amigo de Xuxa. Foi inspirado no coréografo Oswald Berry




Apolo: inspirado no cavalo de Xuxa de mesmo nome, apareceu em poucas histórias




Mumu: inspirado no sonoplasta My Boy, apareceu em poucas histórias




Temporão e Di Junior: apareciam frequentemente nas histórias. Não tenho idéia em quem foram inspirados




Mocréia: era a vilã das histórias, demosntrava ter inveja de Xuxa e sempre bolava planos para ocupar seu lugar





Robuxo: robozinho que protagonizou algumas histórias e foi inspirado na nave
___________________________________________________________________________________

Em dezembro de 1988 foi lançada oficialmente nas bancas de todo Brasil a revista em quadrinhos da Xuxa. No mês anterior, foi distribuída uma edição promocional, de nº 0. A revista trazia histórias de Xuxa e sua já conhecida turma. Vários dos personagens foram inspirados em seus amigos e colegas de trabalho na vida real: Paquitas, Dengue, Praga, Maria, My Boy e até seus famosos cachorros, Xuxo e Pimpo, se tornaram personagens marcantes das histórias. Outros foram criados pelos estúdios, como a vilã Mocréia.


No começo, todas as histórias eram avaliadas por Xuxa, antes que fossem publicadas. A princípio, os desenhos eram feitos pelo "Estúdio Artecômix" e eram bem diferentes do que se tornariam posteriormente pois passariam a ser feitos pelos estúdios "Farias & Paulo José" e, por fim, "Art e Studio". A partir de 1991, a revista se tornou disponível para assinatura em conjunto de outras revistas em quadrinhos de muito sucesso: Turma do Arrepio, Chaves, Chapolim e Sérgio Mallandro, sendo denominado pela editora Globo como "Turma da TV".
Além das histórias, a revista tinha sessão de cartas, sessão de dicas e uma sessão dedicada ao mundo animal, todas com textos que davam a entender ser de autoria de Xuxa (já que geralmente o leitor era tratado de "baixinho" e os textos terminavam com "beijinho beijinho tchau tchau"). A revista teve 60 edições publicadas pela Editora Globo, entre dezembro de 1988 e dezembro de 1993. Em 1994 e 1995, foram publicadas edições promocionais para merchandising da Arisco. As histórias mostravam Xuxa e outros personagens consumindo os produtos da marca e eram distribuídas nos super-mercados. Além das revistas, foram publicados 7 almanaques, que eram revistas com maior número de páginas, entre 1990 e 1992. Nos primeiros anos da publicação, atingiu a marca da 3ª revista infantil mais vendida no país.

3 comentários:

simone Soares ''Natal RN'' disse...

tenho tanta saudade da minha infância só por causa de XUXA pois foi a unica e verdadeira historia boa daquele tempo, XUXA te amo mais q tudo o q sou hoje agradeço a vc... TE AMO!!!

simone Soares ''Natal RN'' disse...

Amei, amei e amei cada revista, cada programa até hoje ainda sou apaixonada... DESENHEI muito essas roupas e li muitas revistinhas pena q não tenho mais, pois tenho uma saudade!!!

Anônimo disse...

Gostava muito das revistinhas dela, e de outros personagens também e até das propagandas dos gibis.

Postar um comentário

 

©2009 Mundo Da Xuxa | by TNB